logo2 Agrupamento de Escolas de Ponte de Lima
Imprimir

Plano de Ação e Planeamento Estratégico

Publicado em Avaliação Interna

O regime de autonomia, administração e gestão dos estabelecimentos de ensino aponta para a concessão de maiores margens de autonomia à sua gestão. Este cenário constitui um desafio para os agentes educativos, porquanto implica maior responsabilização e a prestação de contas à administração e à comunidade. Do lado da administração, a prestação de contas é o contraponto necessário à substituição da gestão direta e centralizada pela regulação e torna‐se condição necessária seja para o comprometimento da escola seja para a condução política e a ação administrativa. Do lado da comunidade, a prestação de contas fornece a informação necessária aos atores sociais: o consumidor pretende fazer uma escolha informada da escola, o cliente exige garantias de qualidade do serviço público de educação e o cidadão visa fomentar a responsabilidade coletiva face à educação, nos campos político, social, cultural, empresarial.”

 

Joaquim Machado e  João Formosinho

 

In Revista Elo 17—Revista do centro de Formação Francisco de Holanda—Setembro 2010, pp 42-43

 

pdfPlurianual_AEPL_15_18.pdf

fin